Microsoft descumpre promessa e aumenta valor da assinatura do Game Pass

Compartilhar:

Durante aquisição da Activision Blizzard, Microsoft havia dito à CMA que não aumentaria valor da assinatura da Xbox; promessa foi descumprida

Autor Henrique Cesar Mello
Henrique Cesar Mello

10/07/2024, 22:41

Jogos do Xbox Game Pass, oferecido pela Microsoft. Foto: Divulgação/ MicrosoftJogos do Xbox Game Pass, oferecido pela Microsoft. Foto: Divulgação/ Microsoft

Recentemente, um anúncio do aumento dos valores das assinaturas do Xbox Game Pass pela Microsoft pegou toda a comunidade de jogadores de surpresa. Houve a criação de um novo tier do serviço, o Game Pass Standard, que não contará com lançamentos Day One do Xbox Game Studios. Além de jogos de outras publishers, como Bethesda, de The Elder Scrolls, Starfield, Fallout e Doom, e Activision Blizzard, de Call of Duty, Diablo, World of Warcraft e Overwatch.

Mas, as reclamações da comunidade nas redes sociais são focadas no aumento dos preços menos de um ano após a Microsoft comprar a Activision Blizzard. E isso vai contra uma promessa da própria empresa durante uma audiência com a Autoridade de Competição e Mercado do Reino Unido, a CMA.

Enquanto queria a aprovação da compra no mercado britânico, a desenvolvedora do Xbox negou que a aquisição da publisher de Call of Duty provocaria um aumento no preço das assinatura do Game Pass. ”O Game Pass não aumentará de preço como resultado desta fusão, e certamente não aumentará ao ponto de desequilibrar os substanciais benefícios dos títulos da Activision que chegarão ao Game Pass no dia do lançamento”, disse a Microsoft, à época.

Microsoft compra a Actvision Blizzard após aprovação da CMA. Foto: Divulgação
Microsoft compra a Actvision Blizzard após aprovação da CMA. Foto: Divulgação

Porém, antes mesmo da chegada de Call of Duty: Black Ops 6 ao mercado, a assinatura não somente subiu de preço em todos os níveis. Como a Microsoft anunciou a nova prateleira de opções, que não conta com os lançamentos Day One do serviço. Até então, somente o Game Pass Core, serviço substituto da antiga Live Gold, não tinha um catálogo de novidades Day One.

Aumento de preços

Entretanto, o surgimento do Standard cria uma nova categoria inferior do serviço, que tem a assinatura custando US$ 14,99 por mês (preço no Brasil ainda não revelado). Já o Ultimate, agora único tier do serviço para consoles com lançamentos Day One, passa a custar de US$ 16,99 mensais (R$ 49,99 no Brasil) para US$ 19,99 por mês (R$ 59,99).

O PC Game Pass também aumentou de R$ 29,99 para R$ 35,99 mensais. Já o Xbox Game Pass Core tem acesso a recursos online e uma biblioteca de apenas 25 jogos, também será aumentado a assinatura anual. Ele vai de R$ 199,99 no Brasil para R$ 249,99 anuais. A assinatura mensal, por outro lado, continuará custando R$ 34,99.

Compra da Activision Blizzard pela Microsoft

A compra da Activision Blizzard foi concluída em outubro de 2023, com a gigante de Redmond desembolsando impressionantes US$ 69 bilhões. Desde então, a Microsoft não havia promovido reajustes na assinatura do Game Pass. Mas, já havia adotado políticas que limitavam a compra de serviços. Por exemplo, o Game Pass Core, com o prazo máximo caindo de 36 para 12 meses.